“Lockdown” Diário – Dias: 38 – 44

Dias 38 – 44

44 dias sem sair de casa! Meu filho de quase 18 anos começou a se mostrar cansado de ficar em casa por tanto tempo. Ele estudou os últimos tópicos de seu curso universitário e terminou no Domingo o TMA, parece que este será o último pois o final foi cancelado.

Meu parceiro esteve concentrado em suas reuniões de trabalho e no ensaio que estava fazendo para seu mestrado em Marketing. Eu dediquei a maior parte da semana a ler e preparar para a continuidade do lockdown.

Com a ineficácia das políticas do governo britânico, foi ficando cada vez mais claro que apesar das tentativas, frustradas devo dizer, do governo dizer que tem tudo sobre controle, tudo parece meio caótico.

A semana começou com o problema dos PPE – Personal Protective Equipament- para aqueles que trabalham na frente do sistema de saúde. No último fim de semana – 18 – 19/4 – o estoque de máscaras, aventais e luvas necessários aqueles que estão tratando de pacientes com covid-19 começou a mostrar alarmantes baixos estoques. Especialmente os aventais descartáveis cujo estoques terminariam no sábado (18/4). O governo prometeu que um avião com 84 toneladas de PPE estava para pousar no domingo vindo da Turquia. No final, o material chegou, uma parte apenas (cerca de 10%) na quinta-feira. O governo turco afirmou que os britânicos só colocaram o pedido no domingo. Mentiras.

Mentiras e políticas voltadas a poupar a economia colocando de lado a vida humana, tem sido a marca do atual governo. O mais estranho que a aprovação do governo continua alta. Para complementar a confusão, um jornal oThe Times, começou a investigar as mortes em asilos e concluiu que 50% das mortes por corona vírus no país estão ocorrendo neste locais. Isso indicaria que na verdade, os números britânicos estão sendo cortados pela metade. Agora, diariamente eles colocam os dados de mortes por dia em um algoritmo e calculam o número real de mortes. Se esses dados forem corretos, o Reino Unido tem mais de 40 mil mortes até o momento. Isso significaria 20% de todas as mortes no mundo.

Fica difícil saber o que é verdade. E a cada instante um novo escândalo aparece. O último se refere aos integrantes do grupo de suporte científico ao governo – SAGE (Scientific Advisory Group for Emmergencies) – novamente o governo se esconde atrás de segredo, dizendo que não publicará o. ome dos integrantes do grupo assim como não publicarão os relatórios que serviram de suporte às decisões governamentais.

Este governo tem sido marcado pelo autoritarismo no que se trata da transparência. Um relatório sobre a influencia dos russos no Referendum de 2016 não foi publicado pelo governo – parece que eles esperam que o povo e a imprensa esqueçam – um processo sobre tráfico de influncia no qual o Primeiro Ministro é acusado de ‘dar’ dinheiro a uma suposta empresaria norte-americana, Jennifer Arcury, esta preso no MET e ninguém acredita que vai dar em nada, nem pizza. Outro relatório, mostrando como o Home Office – equivalente ao ministério da justiça – tem agido de forma próxima ao autoritarismo, quebrando leis e se negando a prestar contas de suas ações foi bloqueado pelo governo. O tal de ambiente hostil tornou-se ainda mais acentuado quando Priti Patel passou a ser secretaria do Home Office. Ela é uma mulher gananciosa, sedenta por poder que, no entanto, tem capacidade intelectual reduzida. No governo de Theresa May, Patel foi demitida por ter reuniões com o governo Israelense sem autorização do governo Britânico. Ela simplesmente ignorou o protocolo! Existe outro relatório, referente a uma simulação de pandemia feito em 2016. Novamente o governo recusa publicar o resultado.

Recentemente o Departamento do Trabalho e Pensões admitiu ter destruído documentos e relatórios que mostram ligação entre o número de mortes e o novo sistema de benefícios – chamado Universal Credit. ONGs e outros órgãos têm recolhido dados que parece apontar para mais de cem mil mortes relacionadas a esse sistema. Pessoas morrem de fome e são colocadas nas ruas porque perdem reuniões nos JobCenters (Centros de Trabalhos). Muitas pessoas não têm dinheiro para sequer pagar o ônibus, outras são deficientes. Existe o caso de uma deficiente – sofrendo de esclerose múltipla – que se arrastou pelas escadas para uma entrevista e foi considerada apta para trabalhar. 

O Reino Unido tem mostrado que o individualismo extremado suportado pelo governo causa mortes. A eterna ladainha de que “dar dinheiro torna as pessoas preguiçosa”. Está tão incutida na mente do povo britânico que chega a assustar. Somado a isso temos o preconceito, e muito outros problemas sociais que sequer deveriam estas presentas na sexta maior economia do mundo. Imagina um país com 67 milhões de habitantes, ter mais de quatro milhões de crianças abaixo da linha de pobreza. Crianças de famílias cujos dois pais trabalham!! Os salários no Reino Unido são muito inferiores aos do resto da Europa, e o custo de vida – especialmente moradia e transporte – é extremamente alto.

Enfim, as pessoas continuam em casa, mas muitas começam a demonstrar ansiedade. O chamado do sol levou muitas pessoas neste fim de semana a frequentar parques e fazer piqueniques. O dinheiro prometido pelo governo chegou rapidamente as mãos das grandes empresas, demorando e mesmo não chegando, para aqueles que realmente precisa dele.

Enquanto isso, eu leio, escrevo, cozinho – engordei 2,5 kg!! – e me preocupo com o futuro. Uma coisa é certa, algo tem que mudar. O covid-19 é apenas um aviso. Com a destruição dos sistemas ecológico, o descongelamento de regiões que estão sob gelos a milênios, novos e desconhecidos vírus serão liberados e nosso mundo não está preparado para enfrentar essa possibilidade. A única opção, a qual os tais homens fortes não apreciam – está no trabalho conjunto e um planejamento centralizado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s